terça-feira, fevereiro 25

Amor

Amei-te sem querer e, dolorosamente, mato as memórias.
Desculpa, amor, onde quer que estejas.
Amar-te foi bom, mas, matar-te...

Sem comentários:

Enviar um comentário