quarta-feira, março 5

Horas intermitentes #6

Quero que morras, ao meu lado.
Suspirando, devagar, ao meu ouvido, palavras imperceptíveis que se arrastem como um beijo longo até ao último suspiro. 
Quero ver, uma última vez, nos teus olhos vidrados sem vida aquele Amo-te louco que só os assassinos sabem dizer.

7 comentários:

  1. é sempre bom ler-te!
    consegui imaginar as imagens destas tuas pequenas frases. PERFEITO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado!
      Ainda bem que assim é e que tal coisa acontece!

      Eliminar
  2. acontece porque tens essa capacidade esse talento na escrita:)

    PUBLICA UM LIVRO!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, mais uma vez!

      Quanto ao livro, calma, é preciso ter calma!

      Eliminar
  3. eu sei, mas era algo que gostava, precisasse de mais gente como tu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é há, basta ver o nosso grupo e o nosso blogue!

      Eliminar
  4. lógico que há, vamos ter muita sorte nós! ;)

    ResponderEliminar