sexta-feira, abril 11

Dor, pensamento e sonho

Sonhava todas as noites com o que foi. Era um pensamento aterrador que o matava por dentro. Tudo o que teve fugiu-lhe por entre os dedos não deixando sequer hipótese de fechar a mão tentando recuperar resquícios do que foram. A dor era enorme, mas a vontade de esconder era ainda maior.
Este era apenas o seu dia-a-dia.

Sem comentários:

Enviar um comentário